COMUNICADO ATENÇÃO ESCRIVÃES NÃO FILIADOS NO SINDEPOJUC - PRAZO PARA FILIAÇÃO Continue Lendo

Servidores se unem e reformam delegacia de Tabaporã

26/01/2018

Condições da unidade de Tabaporã eram precárias. Colaboração de servidores otimizou o ambiente melhorando a produção

Os moradores de Tabaporã, região norte de Mato Grosso, que precisarem de serviços da delegacia municipal, encontrarão um ambiente mais aconchegante e apropriado para o atendimento ao público. É que recentemente a unidade passou por uma reforma que melhorou, significativamente, a estrutura física; elevou a autoestima dos profissionais e, tudo isso, sem nenhum custo aos cofres públicos. Todo o trabalho foi feito voluntariamente pelos policiais lotados nessa unidade, incentivados pelo escrivão Rodrigo Lopes Lima.

A iniciativa teve início com a chegada de Lima e sua esposa a investigadora Larissa Fátima Figueiredo França, que é escrivã ad hoc, que foram removidos para a comarca de Tabaporã, no final do ano passado. De imediato, Lima percebeu a necessidade do local e conclamou os servidores para ajudar. A unidade funcionava com quatro investigadores de polícia.

Ele conta que desde que soube da remoção começou a se inteirar sobre a delegacia e a nova cidade que iria morar. “De imediato me assustei acreditando que ficaria sozinho na delegacia, contando apenas com a ajuda remota e esporádica do delegado. Todavia, para minha grata surpresa, o delegado titular Albertino Felix de Brito Junior me avisou que também passaria a residir na cidade para que pudesse dar maior atenção à delegacia, uma vez que a delegacia de Porto dos Gaúchos já estava caminhando bem”, relata o escrivão.

A atuação teve início em dezembro de 2017, quando a força-tarefa começou a ser executada numa ação proativa dos servidores. “Literalmente enfiamos a mão na massa e retiramos móveis velhos e empoeirados de um cartório desativado para reativá-lo. Removemos o arquivo morto de uma sala e a transformamos em outro cartório, remanejamos móveis de uma sala para outra, tiramos teias de aranha e a sujeira que havia em todos os lados”, explica Lima.

Além disso, com a ajuda do Ministério Público e da própria PJC agilizaram computadores e móveis novos. Os investigadores viabilizaram no comércio local diversos materiais para a reforma. E a prefeitura, através de um termo de cooperação técnica, forneceu tinta e mão de obra.

O resultado foi surpreendente garante o escrivão. “Conseguimos melhorar expressivamente a estrutura física da Delegacia Municipal de Tabaporã/MT, para que, de agora em diante, possamos digitalizar os procedimentos da unidade, dar maior agilidade e eficiência nos atendimentos à população”, afirma Lima.    

A atitude de Lima foi reconhecida pelo Sindicato dos Escrivães de Polícia Judiciária Civil – Sindepojuc. O presidente da instituição, Davi Nogueira disse que a ação demonstra o quanto o escrivão está envolvido e preocupado em realizar o trabalho com maestria. “A atitude exemplar do escrivão propiciou um ambiente mais agradável para atender a população de forma adequada, motivando os colegas a unir forças para enfrentar as dificuldades. Estão de parabéns pela iniciativa proativa!”, destaca Davi Nogueira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais informações

Assessoria de Imprensa

Fones: 3028-5224/ 99952-1211